QUEM SOMOS

 

         A Associação de Divisão de Base de Árbitros de Futebol - DBAF é um projeto de inclusão social pioneiro no Brasil para crianças carentes e jovens de baixa renda, o qual visa contribuir de forma pedagógica na formação do cidadão critico e participativo na sociedade, com liberdade de expressão e autonomia da palavra, um cidadão reflexivo com poder de decisão, e fomentar o desejo pela atuação no ramo da arbitragem por meio de um trabalho de formação de base sobre os conhecimentos teóricos e práticos das regras do futebol e suas peculiaridades. O projeto é Coordenado pelo professor de Educação Física, formado pela Faculdade Social da Bahia, Árbitro de Futebol formado pela Universidade Católica de Salvador, Federação Bahiana de Futebol e idealizador Rildo Gois. É totalmente gratuito e tem como público alvo, jovens de baixa renda que possuam a faixa etária até 17 anos, de ambos os sexos. 

 

                            

OBJETIVO:

 

Além de formar árbitros de futebol de qualidade, atuar como ferramenta de Inclusão Social por meio do esporte, futebol e arbitragem.

MISSÃO:

 

A missão da DBAF é estimular a prática esportiva, promover a proteção integral de crianças e adolescentes e contribuir na formação de cidadãos conscientes e atuantes na sociedade.

VISÃO:

 

Ser um projeto de inclusão social reconhecido por diversos órgãos, instituições e entidades, por meio de atividades pedagógicas e esportivas para crianças e adolescentes, alinhados aos princípios de inclusão, construção coletiva, educação integral, diversidade e autonomia.

VALORES:     

 

Resgatar o valor e a característica de cada indivíduo, que muita das vezes não é valorizada; saber e perceber que cada cidadão tem o seu valor, o valor da moral, da ética, do respeito, da integridade, do direito, e etc. Para nós da DBAF, unindo todos esses valores, se forma o bom cidadão.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS DO PROJETO DBAF

• Promover a prática esportiva em todas as classes sociais, fazendo com que as crianças, jovens e adolescentes desenvolvam uma visão coletiva;

• Oportunizar o desenvolvimento físico, psicológico e social, de maneira saudável, orientada e com acompanhamento técnico;

• Propiciar às crianças, jovens e adolescentes o conhecimento teórico, prático, técnico, tático, disciplinar e solidário;

• Integrar o aluno, professor, família e comunidade, atendendo a nossa perspectiva de inclusão social;

• Preparar as crianças, jovens e adolescentes para coordenar e arbitrar jogos nas modalidades: futebol de campo, beach soccer, futsal, society e etc;

• Ensinar as regras de várias modalidades esportivas;

• Dar ênfase a socialização;

• Evidenciar em todo momento a disciplina e o respeito aos colegas e professores antes, durante e após os treinamentos;

• Participar de festivais de jogos, partidas amistosas, jogos escolares, eventos educacionais, em diversas modalidades em diversas categorias;

• Avaliar periodicamente o desenvolvimento: cognitivo, habilidades motoras, psicológica e de socialização dos beneficiados pelo projeto.

 

 

DESCONSTRUÇÃO E CONSTRUÇÃO:

 

Somos o único país cinco vezes Campeão do Mundo, onde culturalmente toda criança tem que ser jogador de futebol, por serem alimentados tanto pelas mídias, que incentivam eles a serem um Cristiano Ronaldo, Messi, Neymar, Cabani entre outros, e a própria família que muitas vezes os incentivam para mudar de vida. O futebol é muito mais do que ser só jogador, é um esporte que possibilita atuar em diversas profissões a exemplo de: narrador do jogo, locutor, repórter, médico, professor de educação física, fisiologista, assistente social, psicólogo, árbitro de futebol, além de ser jogador de futebol, entre outros. Para isso a DBAF possibilita que as crianças e adolescentes apaixonados pelo futebol se permitam saber o que é ser árbitros de futebol, de forma gratuita.